Mensagem da Presidente da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação

Isabel Ribeiro
Presidente da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação

“A Convenção Nacional vai permitir uma reflexão sobre a saúde, onde estarão reunidos vários intervenientes que direta e indiretamente influenciam as estratégias adotadas. Este ano, infelizmente, faleceu o Criador do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que sem dúvida é um dos melhores do mundo e celebra no próximo ano o seu 40º aniversário. Com a evolução da ciência, das alterações demográficas e restruturação das sociedades, é essencial uma discussão alargada a vários sectores, para serem encontradas estratégias a curto, medio e longo prazo de forma a ser sustentável a manutenção do SNS. A centralidade no cidadão deve tornar-se uma realidade efetiva. Discutir estratégia em saúde hoje em dia, é falar de grande investimento em prevenção, promoção, reabilitação e readaptação. Tratar e reabilitar a pessoa, passa por um planeamento de alta eficaz, com rentabilização dos recursos existentes na comunidade, através de parcerias e otimização dos diversos setores. A aposta na intervenção domiciliária das várias áreas assistenciais, desde a urgência ao internamento, é uma prática que, sendo bem estruturada, melhora a qualidade de prestação de cuidados, acelera a recuperação e reduz custos. A manutenção da integridade física e a recuperação precoce diminui o internamento e a manutenção pós-alta, conduzindo a um aumento da taxa de reintegração social e no mercado de trabalho. A comunicação entre as Entidades intervenientes, é sem duvida um vetor importantíssimo para o sucesso do SNS. Quando falamos em estratégia para a saúde, devemos pensar nos profissionais, nas condições de trabalho, nos cuidadores e nas mudanças de paradigma que se têm vindo a notar na sociedade. Os hábitos alimentares e de vida dos nossos dias, traduzidos pelo sedentarismo, pela pressão e pela longevidade, vão trazer consequências nefastas para a qualidade de vida dos cidadãos. Discutir políticas de saúde numa vertente preventiva, é discutir agricultura, indústria, ergonomia, redes sociais, atividade física, hábitos de vida e educação, entre outros. A APER é uma associação profissional que completa este ano 40 anos de existência e cujo objetivo desde a sua génese é visar a promoção e desenvolvimento da especialidade de Enfermagem de Reabilitação, com o compromisso de Acrescentar Qualidade de Vida ao Cidadão. Acreditamos que a Convenção vai dar início a uma forma mais integrada de ver a Saúde.”