Mais de 70 parceiros juntos no maior debate sobre a Saúde em Portugal

Duas novas entidades juntaram-se ao Conselho Superior da Convenção Nacional da Saúde, o maior debate nacional sobre o presente e o futuro da Saúde em Portugal, que irá decorrer a 7 e 8 de junho, em Lisboa.

O Conselho Superior conta agora, também, com os contributos do Centro Hospitalar de Lisboa Central e do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

São já 53 os parceiros da Saúde comprometidos e empenhados na construção da Agenda da Saúde para a próxima Década, dos quais oito ordens de profissionais da Saúde (Biólogos, Enfermeiros, Farmacêuticos, Médicos, Médicos Dentistas, Médicos Veterinários, Nutricionistas e Psicólogos) e 19 instituições públicas de Saúde(Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro – Rovisco Pais; Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga; Centro Hospitalar de Lisboa Central; Centro Hospitalar de Lisboa Norte; Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Centro Hospitalar de São João; Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro; Centro Hospitalar do Baixo Vouga; Centro Hospitalar do Médio Tejo; Centro Hospitalar do Oeste; Centro Hospitalar do Porto; Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra; Centro Hospitalar Tondela Viseu; Hospital de Magalhães Lemos; Hospital Professor Doutor Fernando da Fonseca; Instituto Português de Oncologia de Lisboa; Instituto Português de Oncologia do Porto; Unidade Local de Saúde da Guarda; e Unidade Local de Saúde do Nordeste).

A Convenção assume-se como uma plataforma permanente de diálogo. Para isso, todos os parceiros da Saúde e todos os cidadãos vão ter a oportunidade de participar e dar o seu contributo para definir um novo rumo da Saúde em Portugal.

Para a iniciativa foram já convidados o Presidente da República, o Primeiro-Ministro e o Ministro da Saúde.
A Convenção conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e envolve todos os parceiros públicos, privados e do setor social, associações de doentes, responsáveis políticos, centros de investigação e universidades.

Da Convenção Nacional da Saúde, que vai decorrer na Culturgest, em Lisboa, resultará a Agenda da Saúde para a Década, um documento que reunirá as principais conclusões e propostas, apontando caminhos para o futuro sustentável da Saúde em Portugal e que permitirá "cumprir o repto do Presidente da República lançado há mais de um ano”, de construir um Pacto para a Saúde.