Conselho Superior da Convenção Nacional da Saúde continua a crescer 

Três novas entidades juntaram-se ao Conselho Superior da Convenção Nacional da Saúde, o maior debate nacional sobre o presente e o futuro da Saúde em Portugal, que irá decorrer a 7 e 8 de junho, em Lisboa.

O Conselho Superior conta agora, também, com os contributos da Associação Portuguesa de Infeção Hospitalar, do Forum Tecnologias da Saúde e da Unidade Local de Saúde de Matosinhos.

São já 56 os parceiros da Saúde comprometidos e empenhados na construção da Agenda da Saúde para a próxima Década, dos quais oito ordens de profissionais da Saúde e 20 instituições públicas de Saúde.

Eurico Castro Alves defende “que a dinâmica de crescimento do Conselho Superior comprova a necessidade de debater o futuro da Saúde em Portugal e o interesse de inúmeras associações em contribuir para esse fim”. O presidente da Comissão Organizadora refere que “todos os dias chegam ao email da Convenção pedidos de adesão voluntária ao Conselho Superior”.

A Convenção assume-se como uma plataforma permanente de diálogo. Para isso, todos os parceiros da Saúde e todos os cidadãos vão ter a oportunidade de participar e dar o seu contributo para definir um novo rumo da Saúde em Portugal.

Para a iniciativa foram já convidados o Presidente da República, o Primeiro-Ministro e o Ministro da Saúde.

A Convenção conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e envolve os principais parceiros públicos, privados e do setor social, associações de doentes, responsáveis políticos, centros de investigação e universidades.

Da Convenção Nacional da Saúde, que vai decorrer na Culturgest, em Lisboa, resultará a Agenda da Saúde para a Década, um documento que reunirá as principais conclusões e propostas, apontando caminhos para o futuro sustentável da Saúde em Portugal e que permitirá “cumprir o repto do Presidente da República lançado há mais de um ano”, de construir um Pacto para a Saúde.