Mensagem da Presidente da Associação de Farmácias de Portugal

Manuela Pacheco
Presidente da Associação de Farmácias de Portugal

Enquanto membro do Conselho Superior da CNS, a AFP – Associação de Farmácias de Portugal considera que esta iniciativa reflete a união de esforços dos vários parceiros da área da saúde para a definição de um rumo para a saúde em Portugal de maior complementaridade e harmonia.

Neste projeto, as farmácias vêem-se como intervenientes fundamentais para a aplicação de uma terapêutica mais eficaz, que beneficia do contacto direto com os cidadãos, acedendo às suas preocupações e necessidades. Os serviços das farmácias são essenciais no acompanhamento dos doentes, contribuindo para o sucesso dos seus tratamentos (quer pela via da prevenção, quer pelo tratamento efetivo), diminuição de casos de internamento ou reincididas, diminuição de episódios de ida às urgências, melhoria da qualidade de vida do utente, e, como tal, reflete uma poupança aos cofres do Estado.

As farmácias têm aumentado e melhorado a sua atuação dentro da comunidade, nomeadamente classe médica e o próprio Governo, e a sua adesão e o seu contributo para a implementação de uma Agenda da Saúde para a Década é, para nós, fundamental.